7 Lições de Vida que Aprendemos ao Assistir Shuumatsu no Harem

7 Lições de Vida que Aprendemos ao Assistir Shuumatsu no Harem

7 Lições de Vida que Aprendemos ao Assistir Shuumatsu no Harem

Shuumatsu no Harem (World's End Harem) é um anime bem explícito que conta a história de como um vírus mata 99% dos homens, deixando os sobreviventes com a tarefa de repovoar o mundo engravidando o maior número possível de mulheres. 

A lista dessas 7 lições de vida que aprendemos ao assistir o anime Shuumatsu no Harem foi criada pelo site Anime Motivation, e apesar de parecer uma piada, prova que lições de vida podem ser tiradas de qualquer situação ou anime, basta refletir sobre o assunto.

7 Lições de Vida que Aprendemos ao Assistir Shuumatsu no Harem


Veja Abaixo As 7 Lições de Vida que Aprendemos ao Assistir Shuumatsu no Harem


1. Oferta e Demanda

7 Lições de Vida que Aprendemos ao Assistir Shuumatsu no Harem

O anime Shuumatsu no Harem nos ensinou um exemplo claro sobre o conceito de "oferta e demanda", já que quando resta apenas cerca de 5 homens no mundo, a demanda por eles sobe consideravelmente, fazendo aparecer centenas de milhões de mulheres, se não bilhões, interessadas neles. Isso nos ensina que quando há escassez de um bem, seu valor aumenta e quando há abundância desse bem, seu valor diminui.

2. O Poder corrompe as Pessoas

7 Lições de Vida que Aprendemos ao Assistir Shuumatsu no Harem

O poder corrompe, mas o poder absoluto corrompe ainda mais. O anime Shuumatsu no Harem é, em última análise, sobre pessoas obscuras em segundo plano que você nunca vê, mas que decidiram criar uma pandemia para seu próprio ganho pessoal.

Poucos personagens estão cientes desse fato. O personagem principal Reito foi informado disso, e é a principal razão pela qual tantos homens foram mortos. Foi em nome do lucro, poder e ganho pessoal.

Isso faz com que o anime seja mais do que um simples ecchi, colocando na história alguns aspectos sombrios para complementarem as cenas engraçadas e explícitas.

A história vai além do ecchi, como exemplo temos a personagem Karen, que parecem doces, mas que na realidade não sente nada pelos Homens e pelo dano que eles estão potencialmente causando como resultado dos poderes constituídos.

3. Algumas pessoas só querem te usar para ganho pessoal

7 Lições de Vida que Aprendemos ao Assistir Shuumatsu no Harem

Shuumatsu no Harem é um excelente exemplo de como algumas pessoas usam e abusam de você para ganho pessoal. E vão te jogar fora como lixo quando não precisarem mais de você.

Muitas mulheres nesta série estão pensando apenas em si mesmas às custas dos Homens, que estão em menor número. E isso coloca os Homens em desvantagem, mostrando que na realidade eles não tem um "poder real".

São elas que dizem o que os homens devem fazer, mandando eles engravidarem o máximo de mulheres para "o bem maior", e essa obrigação/pressão deixou efeitos psicológicos em alguns dos personagens.

4. Objetificação

7 Lições de Vida que Aprendemos ao Assistir Shuumatsu no Harem

Este é provavelmente um dos maiores e mais gritante fato do anime. O mundo ficou dividido, tendo 99% de mulheres e apenas 1% de homens. Esse fato fez com que as mulheres vissem os Homens apenas como um objeto para elas engravidarem, isso é um fato. E infelizmente a esmagadora maioria das mulheres estão levando isso de forma natural.

Mas a mesma coisa também acontece com as mulheres, e você pode ver isso com o personagem masculino de cabelos brancos Shota Doi (que nome irônico).

No começo ele se apaixona por sua professora. No entanto, quando ele descobre que a escola que foi construída apenas para que ele possa engravidar todas as suas colegas de classe, ele começa tratar as mulheres como se fossem meros objetos.

5. Os homens também podem ser vítimas

7 Lições de Vida que Aprendemos ao Assistir Shuumatsu no Harem

É interessante como o mundo sempre vê as mulheres como vítimas, as crianças como inocentes, e os homens como monstros cruéis e maus.

O que Shuumatsu no Harem nos mostra é justamente o outro lado do espectro. Do ponto de vista de um homem. E você pode ver como o personagem Shota Doi é uma vítima das ações das mulheres.

Claro, nem todas as mulheres são iguais, mas algumas como a Karen são definitivamente culpadas e usam o Shota como cobaia, independentemente de seus sentimentos.

6. Muito da mesma coisa pode ficar chato

7 Lições de Vida que Aprendemos ao Assistir Shuumatsu no Harem

Você já fez algo exatamente da mesma maneira, todos os dias, e acabou ficando entediado? Mesmo quando isso parecia tão excitante e divertido no começo?. Infelizmente isso é algo natural e não podemos evitar.

É uma condição humana, mesmo coisa exóticas ou luxuosas podem ficar chata se for feita todos os dias da mesma maneira.

No caso de Shuumatsu no Harem, até o sexo pode se tornar chato. Este fato pode ser visto no personagem Kyoji Hino, que depois de fazer sexo mais vezes do que o normal, o ato começa a ficar entediante, o que acaba afetando sua personalidade, fazendo com que ele tenha pensamentos sombrios.

7. Sexo sem amor pode ser deprimente

7 Lições de Vida que Aprendemos ao Assistir Shuumatsu no Harem

Qualquer cara normal no universo de Shuumatsu no Harem estaria transan** como um coelho, e não daria a mínima para a parte do "amor" da equação.

Mas quando você começa a ver os personagens masculinos de uma perspectiva diferente, você começa a ver que para alguns aquilo não faz mais sentido, eles se sentem vazios e isso leva à objetificação.

Como resultado, personagens como Kyoji Hino começam a perder o interesse, e o personagem Shota acaba com raiva do quão sem emoção tudo isso é. Shuumatsu no Harem é um caso extremo, mas isso pode acontecer na vida real.
Manual do Otaku

"Uma chance num milhão é melhor que nenhuma chance!" – Dragon Ball

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem