Austrália Proibiu a Distribuição de To LOVE-Ru Darkness

Austrália Proibiu a Distribuição de To LOVE-Ru Darkness

Austrália Proibiu a Distribuição de To LOVE-Ru Darkness

O usuário "Refused Classification (@RefusedC)" compartilhou em seu Twitter uma captura de tela da Classificação Australiana de Publicações, revelando que o segundo, quarto, décimo terceiro e décimo quinto volumes do mangá To LOVE-Ru Darkness, que é escrito por Saki Hasemi e ilustrado por Kentarou Yabuki, tiveram suas distribuições proibidas dentro da Australia.

Esses quatro volumes receberam a categoria "RC (Refused Classification)", que se refere a filmes, jogos e publicações que não podem ser legalmente vendidos, alugados, anunciados ou importados para o país. Os materiais classificados como RC, geralmente tem conteúdo de alto impacto e está fora dos padrões comunitários aceitos na Austrália.

O interessante é que o primeiro e o décimo sétimo volumes conseguiram ser aprovados com a categoria "CAT1 (Category 1 Restricted)" , que se refere a publicações que geralmente contêm imagens de nudez sexualizada e devem ser distribuídas em um pacote fechado. Certamente esta não é a primeira e nem será a última vez que a indústria de mangás e light novels sofrem com proibições na Austrália.

Austrália Proibiu a Distribuição de To LOVE-Ru Darkness

Austrália Proibiu a Distribuição de To LOVE-Ru Darkness

Sinopse de To LOVE-Ru Darkness

Enquanto os encontros bizarros entre residentes do Planeta Deviluke e os habitantes da terra ocorrem, a situação sai do controle de vez. Quando as princesas Nana e Momo se transferem para a escola da Terra onde a irmã mais velha, Lala, pode teoricamente ficar de olho nelas, as coisas deveriam ficar tranquilas. Mas quando Momo decide ajudar na relação de Rito com Lala, Yami surge como um estouro, e também com um exército de zumbis colegiais! A única coisa certa nessa história é que a vida de Rito vai afundar mais ainda.

Manual do Otaku

"Uma chance num milhão é melhor que nenhuma chance!" – Dragon Ball

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
PUBLICIDADE