2ª Temporada de Tate no Yuusha no Nariagari Recebe Críticas pelo CGI

2ª Temporada de Tate no Yuusha no Nariagari Recebe Críticas pelo CGI

2ª Temporada de Tate no Yuusha no Nariagari Recebe Críticas pelo CGI

Com a transmissão do episódio mais recente da segunda temporada do anime Tate no Yuusha no Nariagari (The Rising of the Shield Hero), veio também o aparecimento da Tartaruga Espiritual. Os fãs da franquia já sabiam que esta sería uma tartaruga gigante que a equipe de Naofumi tería que enfrentar, mas alguns fãs da série tiveram uma grande decepção quando viram que a produção usou a ferramenta CGI para animar essa grande tartaruga.


A animação em CGI não agradou em nada alguns fãs, como foi o caso do usuário Shayan (@Echidnuh), que compartilhou em seu Twitter duas fotos da tartagura com a seguinte legenda: "Hahahahahaha, este é o Shield Hero? Isso é muito pior do que eu pensava. Odiaria ser um verdadeiro fã de Shield Hero neste momento."

2ª Temporada de Tate no Yuusha no Nariagari Recebe Críticas pelo CGI

2ª Temporada de Tate no Yuusha no Nariagari Recebe Críticas pelo CGI

2ª Temporada de Tate no Yuusha no Nariagari Recebe Críticas pelo CGI

Obviamente a publicação teve diversos comentários, veja alguns dos principais abaixo:

E isso é o que acontece quando todo o orçamento vai para a narrativa e desenvolvimento de personagens.

Reclamando de uma tartaruga CGI, enquanto você tem uma das piores adaptações de mangá já criadas como sua favorita. Você tem uma série que é um insulto ao material original e aqui está você reclamando de uma tartaruga. Obrigado pelas risadas, você fez o meu dia mais feliz.

Ser um hater de Tate no Yuusha no Nariagari nunca foi tão bom.

Não precisava ser desenhado à mão, na verdade desde que li o mangá sabia que a tartaruga ia ser CGI, embora eu achasse que como o diretor mudou e o anime teve um longo tempo de produção, ficaria melhor. Como modelo em si é decente, mas sua qualidade não é.

Bom, parece que Tate no Yuusha no Nariagari ficou de fora do "melhor isekai da história", afinal de contas agora se trata apenas de Naofumi ter várias waifus.

Isso faz com que o CGI de Shingeki no Kyojin: The Final Season Part 1 pareça uma obra-prima. Mas esses modelos foram mais bem feitos e em menos tempo. É por isso que você tem que usar linhas grossas e experimentar diferentes composições para fazer CGI visualmente satisfatório.

Não ajuda muito ter uma porra de uma tartaruga 2D na abertura... 

Parece algo que saiu dos primeiros jogos de Shadow of the Colossus.

Isto me faz respeitar ainda mais a Toei Animation, que não usou CGI para animar a versão dragão do Kaido em One Piece, apesar de ser uma série semanal que não foi interrompida. Kinema Citrus deveria ter vergonha de apresentar isso depois de um atraso de mais de seis meses.

Sinopse de Tate no Yuusha no Nariagari (The Rising of the Shield Hero)

Iwatani Naofumi, um otaku como qualquer outro, encontra um livro numa biblioteca que o transporta para outro mundo. Ele recebe a missão de se tornar o Herói do Escudo, um dos Quatro Heróis Cardinais que enfrentará as Ondas de Catástrofe ao lado dos Heróis da Espada, Lança e Arco. Empolgado com as aventuras, Naofumi sai em missão com sua equipe. Contudo, alguns poucos dias depois, ele é traído e perde todo o seu dinheiro, dignidade e respeito. Será que ele vai encontrar uma saída dessa situação desesperadora?

fonte: Echidnuh
Manual do Otaku

"Uma chance num milhão é melhor que nenhuma chance!" – Dragon Ball

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem