O Autor e o Diretor de Mieruko-chan Revelou Informações Interessantes Sobre a Obra

O Autor e o Diretor de Mieruko-chan Revelou Informações Interessantes Sobre a Obra

Recentemente, o portal AnimeNewsNetwork publicou uma entrevista com Tomoki Izumi, autor do mangá Mieruko-chan e com Yuki Ogawa, o diretor da adaptação para anime da obra. Na entrevista eles comentaram sobre alguns detalhes da produção do mangá e do projeto de animação. A adaptação para anime teve seu último episódio transmitido no dia 19 de dezembro 2021, e até o momento não teve anuncio de uma sequência.

O Autor e o Diretor de Mieruko-chan Revelou Informações Interessantes Sobre a Obra

Izumi (autor do mangá) comentou sobre o início do mangá e a elaboração do conceito:
Tudo começou porque o mangá do Twitter estava se tornando popular e eu pensei: "Eu quero desenhar meu próprio mangá e ficar viral também! Embora eu deva confessar que cheguei ao conteúdo da obra porque sempre tive interesse em desenhar terror.

Izumi também comentou sobre seus planos iniciais para o mangá: 
Desde o primeiro momento que comecei a publicação de Mieruko-chan no twitter, eu tive a intenção de serializá-lo. Os mangás já estavam sendo postados no Twitter nesse formato, então eu queria tentar uma opção de serialização que não fosse a forma tradicional de entrar em um concurso de revista.

Já o diretor Yuki Ogawa, comentou sobre a equipe de produção, que foi formada por grandes nomes de outros projetos como Jujutsu Kaisen e Higurashi no Naku Koro ni : 
Achei que se somente uma pessoa fosse a responsável pelos designs, eles acabariam mostrando elementos comuns, então, chamei vários designers. Monstros não aparecem apenas na forma humana - eles assumem todos os tipos de aparências - então eu queria designs únicos e que cada um tivesse uma abordagem completamente diferente. Acho que o resultado final foi fantástico nesse sentido.


Yuki Ogawa, também comentou sobre as considerações que teve que levar em conta na transição do mangá para o anime:
Devido às restrições em torno de expressões grotescas como sangue e vísceras, adicionamos uma aura sobre os abdomes dos monstros cujos estômagos foram cortados e tornamos um pouco difícil ver as seções cortadas. Os animadores puxam tudo até o menor detalhe, por isso me sinto mal por eles. Além disso, uma vez que a história de Mieruko-chan é baseada em continuar a ignorar monstros, se tornaria repetitivo se Miko sempre os ignorasse da mesma maneira. Então, discutimos as coisas como um grupo e adotamos uma abordagem de tentativa e erro, mudando a forma como os monstros aparecem, o estilo de apresentação, não fazendo com que apareçam quando você pensa que irão aparecer, atrasando o momento, etc.


Ambos comentaram sobre a criação dos monstros.
O autor comentou: 
Faço questão de deixar espaço para a imaginação nos designs dos monstros. É uma nuance da língua japonesa, mas não queria limitar sua existência aos chamados yūrei (fantasmas), mas desenhá-los como "seres de natureza desconhecida". Acho que uma das atrações da história de Mieruko-chan é que os leitores podem imaginar por si mesmos que tipo de seres eles são. O que não é compreendido é assustador.

O diretor acrescentou: 
Quanto aos monstros cuja a origem e o gênero são desconhecido no mangá, o anime também ajusta as coisas para serem semelhantes nesse sentido. Isso porque pensei que, se tudo pudesse ser descoberto de relance, isso diminuiria o mistério e a intriga, o que também o tornaria menos assustador. Acho que o medo do que você não entende é um aspecto importante desta série.

O Autor e o Diretor de Mieruko-chan Revelou Informações Interessantes Sobre a Obra

Finalmente, os dois apontaram que ficam com muito medo quando questionados se tiveram alguma experiência paranormal. 
O autor comentou: 
Não há nada que eu possa honestamente classificar como uma experiência, mas como sou um covarde, não chego perto de lugares assustadores. Também não sou muito observador sobre estas coisas, portanto, mesmo que eu visse algo eu poderia não notar. 

O diretor acrescentou:
Sou um grande gato assustado, então mesmo quando penso que algo pode estar errado, eu o ignoro. Nunca olhei para nada de frente, por isso dificilmente posso dizer que nunca experimentei nada...


fonte: ANN
Manual do Otaku

"Uma chance num milhão é melhor que nenhuma chance!" – Dragon Ball

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem