A franquia Shingeki no Kyojin pediu desculpas por fazer referências ao Holocausto

A franquia Shingeki no Kyojin pediu desculpas por fazer referências ao Holocausto

A produção do anime Shingeki no Kyojin (Attack on Titan) decidiu lançar uma série de produtos baseados no uniforme militar de Marley, mas o lançamento acabou não saindo como esperado. Estes novos produtos incluem uma faixa de braço que tem o desenho de uma estrela, assim como no anime, mas alguns fãs começaram a comparar a faixa de braço com o holocausto.

Infelizmente a equipe de marketing da franquia não lembrou que durante a Segunda Guerra Mundial, o exército nazista da Alemanha colocou faixas nos braços dos judeus que também tinha uma estrela. Embora os fãs acreditem que a franquia não tenha se inspirado ou feito isso de proposito, a infeliz coincidência entre os conceitos não foi negligenciada pelos fãs da obra.

Faixa lançada pela franquia Shingeki no Kyojin:

A franquia Shingeki no Kyojin pediu desculpas por fazer referências ao Holocausto

A franquia Shingeki no Kyojin pediu desculpas por fazer referências ao Holocausto

A franquia Shingeki no Kyojin pediu desculpas por fazer referências ao Holocausto

Faixa colocada nos braços dos judeus:

A franquia Shingeki no Kyojin pediu desculpas por fazer referências ao Holocausto

A franquia Shingeki no Kyojin pediu desculpas por fazer referências ao Holocausto

A faixa também lembra as que os nazistas usavam em seus braços

A franquia Shingeki no Kyojin pediu desculpas por fazer referências ao Holocausto

A pressão feita pelos fãs foi tamanha que a franquia Shingeki no Kyojin teve que emitir um pedido público de desculpas, aceitando seu erro e anunciando que o produto não estará mais disponível para pré-venda. 

O comunicado da franquia foi postado no twitter e estava escrito:
Sobre os acessórios Marley que estão disponíveis para pré-venda desde o dia 14 de novembro:
 
Este produto foi produzido como uma reprodução dos trajes dos personagens da série animada. No entanto, estamos cientes de que foi um ato de negligência fazer um produto com um símbolo de racismo e discriminação étnica. Nós sentimos muito. A partir de hoje, 15 de novembro, decidimos suspender as reservas e a venda desses produtos. Gostaríamos de expressar nossas mais profundas desculpas a todos que já encomendaram produtos e a todos os fãs de "Shingeki no Kyojin". Faremos tudo o que pudermos para que isso não aconteça novamente

Veja a postagem original feita no twitter:

A primeira parte da temporada final do anime estreou em dezembro de 2020 e contou com um total de 16 episódios, as plataformas Crunchyroll Funimation foram as responsáveis pela distribuição do anime no Brasil. A primeira temporada de Shingeki no Kyojin (Attack on Titan) estreou em abril de 2013, seguida por uma segunda em abril de 2017 e uma terceira em duas partes em julho de 2018 e abril de 2019.

Sinopse de Shingeki no Kyojin: The Final Season

Séculos atrás, a humanidade foi levada a quase extinção por criaturas humanóides monstruosas conhecidas como Titãs, que parecem caçar e devorar humanos não por fome, mas sim por prazer. Para garantir sua sobrevivência, os remanescentes da humanidade começaram a viver dentro de enormes muralhas, resultando em cem anos sem um único encontro com um Titã. No entanto, esta frágil calma logo é quebrada quando um Titã colossal consegue romper a parede exterior, supostamente inexpugnável, reacendendo a luta pela sobrevivência contra as abominações comedoras de gente. A história segue Eren Yeager, quando ele se alista em uma unidade militar de elite, que combate os titãs fora da proteção das muralhas, junto de sua irmã adotiva Mikasa Ackerman e seu amigo de infância Armin Arlert, e a corrida para descobrir uma maneira de derrotá-los antes das últimas muralhas serem rompidas.

fonte: vocesabianimedw
Manual do Otaku

"Uma chance num milhão é melhor que nenhuma chance!" – Dragon Ball

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem