Dragon Ball Super é retirado do ar na Argentina após denúncia de um Ministério


Diversos meios de comunicação da Argentina noticiaram que o Ministério da Mulher, Políticas de Gênero e Diversidade Sexual da província de Buenos Aires apresentaram uma denúncia à Defensoria Pública da Nação, referente a transmissão de um episódio do anime Dragon Ball Super no canal Cartoon Network Latinoamérica, argumentando que o episódio continha violência simbólica.

Dragon Ball Super é retirado do ar na Argentina após denúncia de um Ministério

A denúncia afirma que:  "o episódio, que passou na TV da Argentina, reproduzia o exercício de violência sexual de um idoso contra um menor, em um contexto de aceitação social, em que a violação de uma menina foi naturalizada". E por conta disso, eles dizem que atende aos requisitos para expor crianças à violência simbólica. 

 Na declaração estava escrito: "Por se tratar de um canal referência em conteúdos dirigidos ao público infanto-juvenil e com uma ampla abrangência regional, não existe supervisão exaustiva por parte dos responsáveis ​​das crianças, que confiam nos critérios de programação dos conteúdos para esta faixa etária".

A denuncia foi escrita a pedido da Ministra Estela Diaz ; a Subsecretária de Políticas contra a Violência, Flavia Delmas; e a diretora de Planejamento e Gestão da Comunicação, Lucía García Itzigsohn.

Veja a cena abaixo em Espanhol:

Após a denuncia, tanto a Cartoon Network quanto a Warnermedia expressaram grande preocupação com a veiculação do episódio, reconhecendo o erro na sequência da programação. Ao mesmo tempo, informaram sobre as medidas tomadas a partir desse fato, entre as quais destacaram a decisão de tirar todo o anime do ar. E afirmaram que irão fazer uma edição não apenas no episódio em questão, mas em todo o anime, para que não venha mais acontecer isso no futuro.

Fonte: lacapital
Manual do Otaku

"Uma chance num milhão é melhor que nenhuma chance!" – Dragon Ball

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem