Autor de 'Black Lagoon' explicou por que o mangá não é publicado de forma consistente

Autor de 'Black Lagoon' explicou por que o mangá não é publicado de forma consistente

Desde 2010, o mangá Black Lagoon tem um cronograma de publicação esporádica, com apenas dois volumes lançados na última década. Recentemente, o criador do mangá Rei Hiroe respondeu a uma pergunta sobre por que a série não foi serializada de forma consistente, à qual Hiroe respondeu sem rodeios: "É que minha depressão não desapareceu, então não posso trabalhar tanto quanto quero".

Autor de 'Black Lagoon' explicou por que o mangá não é publicado de forma consistente

Os fãs da série deram-lhe grande apoio no Twitter, desejando boa sorte a Hiroe e esperando que ele continue cuidado da saúde. Respondendo a mais algumas perguntas, Hiroe mencionou que ele tem lutado contra a depressão nos últimos dez anos e que, embora o trabalho seja difícil, ele está fazendo o melhor que pode seguindo em frente com o mangá o máximo que pode.

Hiroe começou a publicar o mangá na revista Monthly Sunday GX da editora Shogakukan em abril de 2002. A editora publicou o décimo primeiro volume compilado em novembro de 2018. A peça inspirou uma adaptação em anime de 12 episódios, produzida pelo estúdio Madhouse , sob a direção e roteiros escritos por Sunao Katabuchi, lançado em abril de 2006. Uma segunda temporada, também de doze episódios, estreou em outubro de 2006.

Sinopse da Black Lagoon
  • A história segue uma equipe de mercenários conhecida como "Lagoon Company", que contrabandeia mercadorias para dentro e ao redor dos mares do Sudeste Asiático. Sua base de operações está na cidade fictícia de Roanapur, na Tailândia, e eles transportam mercadorias no navio Black Lagoon. Lagoon Company faz negócios com vários clientes, mas tem uma relação particularmente amigável com o sindicato do crime russo, “Hotel Moscow”. A equipe assume uma variedade de missões, que podem envolver tiroteios violentos, combate corpo a corpo e batalhas náuticas, em vários locais no sudeste da Ásia.

Fonte: otakomu
Manual do Otaku

"Uma chance num milhão é melhor que nenhuma chance!" – Dragon Ball

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem